Sobre a Autora


Heloiza Rodrigues
BIÓLOGA COM MESTRADO EM FISIOLOGIA E BIOQUÍMICA DE PLANTAS | USP
Com 25 anos de experiência, a paisagista alia seus conhecimentos científicos ao know how adquirido em consultorias de manutenções de jardins, possibilitando

Nossas redes


Questões e Dúvidas sobre JARDINS VERTICAIS?!


IMG_5475

1. Quanto custa ter um Jardim Vertical?

O valor de um jardim vertical é definido em função do tipo de vegetação que você quer utilizar, e também do tamanho que este jardim vertical terá. Como é impossível termos um jardim vertical sem um sistema de irrigação automatizada, o custo do sistema de bombeamento é praticamente o mesmo para um jardim vertical pequeno ou para um de tamanho médio e as mangueiras que serão necessárias para complementar o sistema tem um baixo custo. Desta forma quanto maior o jardim vertical, menor o seu custo por metro quadrado e podemos ter então o CUSTO variando entre R$ 950,00 a R$ 1.800,00/ m² + frete.

botao  orçamento

2. Em que tipo de parede eu posso ter um Jardim Vertical?

Em todo tipo de parede onde se possa fixar o jardim vertical com buchas e parafusos. Desta forma podemos concluir que não é possível ter-se um jardim vertical em uma parede de gesso, do tipo “Dry Wall”, por exemplo.

3. Vou precisar de cuidados especiais com a impermeabilização da parede?

Não. O sistema de jardim vertical que utilizamos não permite o contato direto da umidade com a parede.

4. Qual a diferença do Jardim Vertical da A Prima Plantarum para as outras tecnologias existentes no mercado?

Nós utilizamos em nossos jardins verticais a mais avançada tecnologia japonesa, que já esta no mercado do Japão há mais de 30 anos. Esta tecnologia tem como segredo a presença de muitas bactérias positivas que agem de forma que os nutrientes estejam facilmente disponíveis para as plantas. Desta forma, as raízes não precisam crescer para irem a busca de seu alimento. Como consequência disto é possível ter-se um jardim vertical sempre bonito e sem necessidade de trocas de plantas.

5. Conheço tecnologias de Jardins Verticais que utilizam plantas em sacos de manta e outras com blocos de concreto… Os Jardins Verticais da A Prima Plantarum são assim também?

Não. Os nossos jardins verticais utilizam um sistema diferente, onde aliamos um substrato que permite que as raízes das plantas não precisem crescer para irem atrás dos nutrientes, com a correta especificação das plantas e um sistema de irrigação diferenciado.

6. Porque os Jardins Verticais que estão no mercado só ficam bonitos por um determinado tempo?

O principal motivo dos jardins verticais que estão no mercado só ficarem bonitos e saudáveis por um período de tempo é devido à necessidade do crescimento das raízes. Para facilitar a explicação vamos pegar como exemplo um vaso de lírio da paz que esteja em sua mesa há aproximadamente um ano. Se você tirar a planta do vaso você irá perceber que as suas raízes já tomaram todo o espaço do vaso e que elas se encontram enroladas, além de não haver mais praticamente nada de terra no vaso. Isto aconteceu porque as raízes foram crescendo à procura de nutrientes. A consequência disto é que as raízes não tem mais espaço para crescerem e, portanto, a planta começará a se definhar, ficará doente podendo até mesmo vir a morrer e então precisará ser trocada.

PORQUE

7. Que motivos podem influenciar na durabilidade das plantas de um Jardim Vertical?

O primeiro motivo é a qualidade do substrato, que expliquei na pergunta anterior, mas há outros dois motivos que influenciam diretamente na durabilidade de um jardim vertical. Então podemos citar como o segundo motivo a escolha das plantas que serão utilizadas. Ao se especificar a vegetação de um Jardim Vertical temos que levar em conta a forma de crescimento da planta. Muitas espécies que vemos usualmente sendo utilizadas em jardins verticais tem um crescimento inadequado como é o caso da Trandescantia zebrina e da Gibasis pellucida, que devido á sua forma de crescimento em pouco tempo ficam feias o que compromete em muito o resultado estético do jardim vertical.  Temos que considerar também o local que receberá este jardim vertical, se ele estará em um ambiente interno ou externo já que as plantas que podem ser utilizadas em jardins verticais a pleno sol são completamente diferentes das utilizadas em jardins verticais de sombra. Da mesma forma, um jardim vertical de sol que ficará em um local de clima quente terá plantas muito diferentes daquele que ficará em um local de sol, mas de clima frio.

O terceiro motivo diz respeito ao sistema de irrigação automatizada. Como já falei anteriormente, não é possível ter-se um Jardim Vertical sem um sistema de irrigação pelo simples fato da dificuldade de se efetuar a rega manualmente. No entanto, os sistemas existentes no mercado fazem a irrigação de todo o Jardim Vertical com a mesma quantidade de água e então voltamos á necessidade da correta especificação das plantas, pois elas devem ter a mesma necessidade hídrica, caso contrário teremos plantas morrendo por falta ou pelo excesso de água. É o que vemos com frequência em Jardins Verticais que não deram certo, com plantas que precisam de pouca água junto com plantas que precisam de muita água, como begônias e samambaias juntas, por exemplo. Então é importantíssimo que se faça a especificação correta das plantas, levando em consideração as necessidades hídricas de cada espécie e também utilizar um sistema de irrigação individualizado, o qual faz a rega de forma independente, como é o sistema que utilizamos em nossos jardins verticais.

8. E os Jardins Verticais que utilizam o sistema de hidroponia, eles não são recomendados?

O grande problema dos sistemas hidropônicos no Brasil diz respeito à falta de mão de obra especializada em quantidade suficiente para atender a demanda dos clientes. Como a solução nutritiva que precisa ser utilizada no sistema é fornecida pela empresa que executa o jardim vertical, o cliente fica dependente da empresa e como eles não conseguem atender a todos com a qualidade necessária, o Jardim vertical acaba sofrendo com este resultado. É muito comum ver-se estes jardins verticais com problemas de plantas com pragas e doenças e com trocas frequentes de plantas muitas vezes feitas de forma incorreta.

9. Como é feita a manutenção de um Jardim Vertical?

A manutenção de um jardim vertical depende muito do tipo de vegetação que foi utilizada. Com espécies corretas, a manutenção será mínima, apenas para limpeza para retirada de folhas velhas e secas e uma adubação semestral a partir do segundo ano de implantação. Quando o jardim vertical depende de podas e / ou trocas frequentes de plantas é sinal que ele foi feito de forma correta.

10. Posso fazer a implantação de meu Jardim Vertical sozinho?

Para que o jardim vertical seja implantado de forma correta é necessário o trabalho de uma equipe composta de vários profissionais e este trabalho deve ocorrer de forma sistematizada. Então a contratação de uma empresa para a sua implantação se faz necessária para que a economia feita inicialmente com a implantação doméstica não venha a se tornar um grande prejuízo após pouco tempo da implantação.

11. Que benefícios eu terei com um Jardim Vertical?

O maior benefício de um jardim vertical é a possibilidade de se ter vegetação em locais onde antes seriam impossíveis, como em fachadas de edifícios e também em paredes e muros onde, de outra forma não seria possível o plantio no solo ou em floreiras, neste caso quando estamos tratando de um jardim sobre laje. Temos que considerar também os benefícios ecológicos advindo da presença da vegetação, com a melhora da qualidade do ar e a criação de um microclima diferenciado no local onde ele se encontra. Também temos que citar os benefícios na qualidade de vida que a proximidade da natureza trás ao ser humano.

12. Estou construindo uma casa sustentável e quero ter um Jardim Vertical. Por onde devo começar?

Dependendo da tipologia de construção que você esta utilizando – Steel Frame; Wood Frame ou outra – há características específicas e que precisam de detalhamentos exclusivos para cada caso. Entre em contato conosco o mais cedo possível para podermos melhor orientá-lo.

 13. Quanto tempo vai durar meu Jardim Vertical?

Nossos jardins verticais não tem prazo de validade. Se o jardim esta implantado sobre solo, sobre laje ou em uma parede – jardim vertical, eles são todos feitos para durarem para sempre.

 14. Quando terei que repor o substrato de meu Jardim Vertical?

O substrato que utilizamos em nossos jardins verticais tem perda de apenas 1% ao ano. Isto que dizer que se for utilizado uma espessura de substrato de 10 cm, passados 10 anos, você terá que repor apenas 1 cm do substrato.

15.Vou precisar de um sistema de irrigação automatizada?

Embora o substrato que utilizamos tenha uma ótima reserva de água em sua própria estrutura, recomendamos que se faça um sistema de irrigação automatizada, pois é impossível fazer-se as regas manualmente.

 botao jv


Heloiza Rodrigues - 29/05/2017
error: Direitos Reservados - Prima Plantarum